GCMs de Santo André terão periculosidade reajustada para 30%

31/03/14 - O prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), anunciou nesta sexta-feira (28/03) que fechou acordo com a GCM (Guarda Civil Municipal) e aumentará o índice de periculosidade de 25% para 30%. "Mandaremos os projetos para a Câmara Municipal nos 

próximos dias", disse o prefeito, ao acrescentar que a questão do estatuto também passa por discussão. Santo André conta com efetivo de 663 GCMs e o impacto previsto na folha de pagamento com o adicional de periculosidade e outros benefícios é de R$ 1,89 milhão por ano. Dede o ano passado a categoria realizava protestos e uma série de reuniões com a Administração para melhorar a questão salarial.
VEJA AINDA:

Em 3 dezembro do ano passado, o governo da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), regulamentou lei federal que garante 30% de periculosidade aos GCMs e Vigias. Diante da medida, as Prefeituras da Região iniciaram os procedimentos para se adequarem à respectiva legislação.
Em São Bernardo, o prefeito Luiz Marinho (PT) teve projeto aprovado pela Câmara em dezembro. Além dos GCMs, 140 vigias que não recebiam periculosidade passaram a contar com o benefício. Diadema já pagava 30% desde a criação da Corporação e São Caetano pagava 70% de risco de vida.
Fonte: ABCD Maior, Política, 28 de março de 2014

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra