29 janeiro 2014

Polícia não entrará mais em confronto na cracolândia, diz governo


29/01/14 - Encaminhado por Guty: Por Aretha Yarak - SÃO PAULO, SP, 24 de janeiro (Folhapress) - O governo paulista disse hoje que as operações policiais na cracolândia, no centro de São Paulo, não devem parar, mas ressaltou que não haverá mais confrontos. "As ações de inteligência continuam. Mas reforçamos, depois de ontem, que se houver a possibilidade de um confronto a operação não deve ser feita", disse Edson Ortega, assessor do Estado que está


coordenando as ações na cracolândia. A afirmação acontece um dia depois de uma operação da Polícia Civil para prender um traficante ter terminado em confronto com viciados. Ortega visitou a cracolândia no começo da tarde de hoje. Ele estava acompanhado do chefe da Casa Civil do governo Alckmin, Edson Aparecido, e do 1º Tenente Willian Thomaz, responsável pela região da Nova Luz. 

Segundo Aparecido, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) pediu que ele comandasse mais de perto todas as ações do governo no local. 

"Há um cuidado em mostrar que existe sim um empenho por parte do governo na parceria com a prefeitura", disse. Segundo ele, o governador pretende fazer do confronto de ontem apenas um episódio isolado. "Queremos deixar explícito que vamos reforçar a parceria com a prefeitura". 

Essa parceria deve se refletir em apoio no cadastramento dos usuários do fluxo (local de venda e consumo de crack), localizado na esquina da rua Barão de Piracicaba com a rua Glete. 

"A ideia é conhecer o perfil dessas pessoas para que a gente possa removê-las dali, o quanto antes começarem as aulas", disse. Atualmente, o fluxo está parado no muro de trás do colégio Liceu.  O secretário reforçou ainda que o governo colocou à disposição do programa Braços Abertos 2.300 vagas, entre os mais diversos equipamentos de saúde. Segundo Ortega, ontem cerca de 300 agentes fizeram treinamento para conhecer os protocolos de funcionamento e encaminhamento dessas vagas. 

Na manhã de hoje, a PM prendeu duas mulheres em flagrante por tráfico de drogas. Com elas foram encontradas 150 pedras de crack e cerca de R$ 800. 


Um comentário:

  1. Engraçado, é só a prefeitura limpar a área que o estado aparece, isso é em qualquer área, me lembro da praça da Sé, agora vc vê a presença do estado mas depois que a prefeitura através de seus agentes principalmente a GCm limparam aquele local vc percebe que alguns agentes do estado querem sair na foto.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.