27 janeiro 2014

O que estamos ensinando à essa molecada?

27/01/14 - Por V. Regina: Não é possível que em um país como o Brasil certas coisas não sejam perceptíveis. ‘Tá mais que na cara que tem algo errado e esse algo passa por uma cultura de apoio institucional à baderna e à bandalheira que me preocupa. Veja: Na minha época, manifestação eram as Diretas Já. Depois vieram os Caras Pintadas. Hoje ocorrem umas deturpações chamadas black alguma coisa...





























Na minha época empunhávamos bandeiras. Hoje, se destrói veículos com pessoas dentro. Podem ser ônibus, carros de passeio ou até mesmo viaturas policiais, como ocorreu no Rio e em São Paulo. Fonte/imagem: facebook



Eu não posso mais frequentar a praça do meu bairro. Por que? Porque está tomada por jovens aficcionados por uma tal erva, que deixa um barato qualquer no sujeito. E se eu não quero sentir esse barato, ou mesmo que o meu filho sinta isso, devo ficar em casa. Aí vem um ou outro dizer que é preciso liberar o uso para reduzir o tráfico. ‘Tá brincando comigo?!

Fonte/imagem: ADGC



Faça a seguinte comparação: a alguns anos víamos vários adolescentes circulando pelas ruas com um caixote nas costas. Eram os engraxates. Quantos desses você vê hoje em dia? Ontem vi um, depois de vários anos. Trabalho infantil? Não sejamos hipócritas: a garotada queria trabalhar, isso é diferente! Mas aí vem o ‘rolezinho’. Outro dia vi uma reportagem onde eles diziam que queriam apenas mais oportunidades de lazer... e de... lazer... e mais... lazer.

Fonte/imagem: Rio na Veia



Não vi um dizendo que queria mais chances no mercado de trabalho. Detalhe: a média de idade na reportagem era de 19 a 21 anos.


Meus pais enfrentaram a ditadura. Queriam um país livre e me ensinaram certos valores. Mas, no final das contas, o que nós estamos ensinando à essa molecada?

Nota do editor do site O Cão De Guarda Notícias

O convite para a elaboração deste texto foi feito após o interessante depoimento da autora em conversa informal. Fica o nome restrito para a sua própria segurança, por se tratar de pessoa não ligada às instituições de segurança.



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.