01 dezembro 2013

Policiais ameaçam cruzar os braços no dia 4 de dezembro em todo Brasil

01/12/13 - Encaminhado por Marcos Deda: O presidente do Sindipol, Flávio Werneck, confirmou nesta quarta-feira (27) ao Diário do Poder que a segurança pública do Brasil pode parar no dia 4 de dezembro. Segundo ele, entidades associativas e sindicais de todo o país vão se reunir amanhã (28), às 19h, na frente do Supremo Tribunal Federal (STF), para discutir 

o assunto. Caso a medida se confirme, cruzarão os braços a Polícia Federal, a Policia Rodoviária Federal, a Policia Civil e até a Policia Militar.
 Entre as reivindicações estão a carreira única, o ciclo completo de polícia e a desmilitarização. “Nós apoiamos a PEC 51”, resumiu Flávio. O documento tramita no Senado Federal sob a relatoria do senador Pedro Taques (PDT-MT) e tem como sub-relator o senador Humberto Costa.
“Queremos mostrar como vem sendo tratada a segurança pública: de maneira inadequada pelos gestores. Como se a segurança não fosse direito e sim algo de terceiro ou quarto escalão”, disse o presidente da Sindipol. “Um exemplo é a inserção de dados da PF, [no caso da fuga do mensaleiro Pizzolato] a gente ainda não sabe o que ocorreu – seja aeroporto, seja fronteira – está tudo abandonado, há falta de investimento. A segurança é ruim para a população e ruim também para o policial”, concluiu.
Jornal da Mídia
Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.