10 outubro 2013

'Não é brincadeira', diz inspetora que treina 16 cães para atuar em Cumbica

10/10/13 - Encaminhado por Renata Guazzelli: Cachorros que atuam na guarda poderão reforçar segurança na alfândega. G1 acompanhou treinamento dos cães da GCM de Guarulhos; assista. A Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos e a Receita Federal do Aeroporto de Cumbica colocaram em prática uma parceria para reforçar a segurança na alfândega: a patrulha 




por cães treinados no canil da guarda, preparados para encontrar todo tipo de contrabando no aeroporto internacional.

O G1 registrou o treinamento dos cães, que já atuavam com a Guarda no policiamento, ronda, na segurança de eventos, como jogos de futebol e dispersão de shows, e também em situações de perigo, como assaltos e rebeliões.



















Cães do canil da GCM de Guarulhos, treinados para grandes eventos (Foto: Rosanne D'Agostino/G1)


Treinamento

“Prefiro lançar um cão do que lançar um tiro”, afirma Marta Aparecida Pereira, segundo inspetor comandante do canil e do Grupamento de Apoio a Pontos Específicos (Gape) da GCM de Guarulhos. Ela é a responsável pelo treinamento de 16 cães das raças rotweiller, pastor belga, pastor alemão, mallinois, border collie e labrador.



O filhote de labrador Aquiles é o caçula do canil.
'Prefiro lançar um cão do que lançar um tiro', diz
Marta, segundo inspetor comandante do Gape
(Foto: Rosanne D'Agostino/G1)



(Assista a cada um dos treinamentos nos vídeos ao lado)

O mais novo é o filhote de labrador Aquiles, e o mais velho, o campeão aposentado Kaiser, com 8 anos.
Na pista, eles fazem exercícios de faro, guarda e proteção, agilidade e obediência. Cada cão tem uma habilidade específica, que é reforçada pelos treinadores conforme a observação e convivência diária com os cães.
Entre os treinamentos está o de faro, a busca por drogas. O cão é preparado desde novo para farejar uma essência de entorpecente em brinquedos, como um em formato de osso.
“Ele gosta de pegar para morder. Pode ser um petisco, uma caixa de faro. Cada cão treina de uma maneira. Mas todos aprendem a farejar. Precisa insistir até aprender", explica Marta.
Os cães da GCM já ajudaram a conter brigas no Estádio Municipal Cícero Miranda, em desapropriações no município, achando pessoas desaparecidas e até já farejaram um ladrão “fujão”. “Foi no Taboão. O homem roubou o celular da moça. Quando o cão achou, ele já estava trocando de roupa no terreno baldio”, conta Marta.
Cada treinador, guarda da GCM, chega às 6h ao canil para tirar a água, alimentar e limpar, todos os dias. Só depois da digestão, de duas horas, é que começa o treino.
Os cachorros também são tratados por um veterinário. Cuidamos para que estejam sempre limpos, sem queda de pelos, sem parasitas e com as vacinas em dia. A alimentação é equilibrada e de ótima qualidade.
“Tem que amar cão, mas não é só isso. Tem que querer trabalhar, porque aqui não é brincadeira. É um treinamento contínuo, diário, e cada um tem que cuidar do seu cachorro, limpar, dar banho, isso cansa”, diz Marta.
Com os cães, a GCM também faz palestras em escolas do município sobre violência e técnicas para proteção. É também um modo de combater os maus-tratos contra os animais, dizem os guardas.Há 15 anos na corporação, Marta conta que o canil começou com apenas uma cadela, doada. No dia 30 de junho, completou 5 anos, fruto do trabalho dos próprios GCMs, que até trabalharam em troca do gramado, onde os cães são treinados.
O canil foi campeão do 4º Campeonato de Cães de Polícia das Guardas Municipais do Brasil, no ano passado, em Santana de Parnaíba (SP).
O próximo passo, segundo a GCM, é que os cachorros possam trabalhar junto a órgãos públicos e até na segurança da Copa do Mundo. "Estamos a postos, é só chamar", conclui a comandante.
Segundo a GCM de Guarulhos, os cães já estão trabalhando na alfândega. Procurada, a Receita não se manifestou sobre a parceria.










Parte do treinamento dos cães envolve simulação de situações de risco, como assaltos e fugas de presídios (Foto: Rosanne D'Agostino/G1)Fonte: G1 - São Paulo

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.