10 outubro 2013

61% das Guardas do Paraná já estão armadas , mais segurança para o cidadão

10/10/13 - Processo que arma as corporações deve ser elogiado. Criadas para proteger o maior bem de uma cidade o cidadão, Guardas exercem seu poder  de polícia administrativa. 

Guardas Municipais de Curitiba tem porte de arma de fogo desde sua criação nos anos 80 mais segurança para o cidadão e para o agente da lei





Constitucionalmente, as Guarda Civis Municipal (GCMs) tem a nobre função de proteger bens, serviços e instalações . Mas, na prática, faz mais do que isso, desempenhando um papel relevante ao cidadão e colaborando com a Polícia Militar na preservação da ordem pública. Um reflexo disso é o aumento no índice de corporações municipais do Paraná equipadas com armas – letais ou não letais. Nos últimos três anos, subiu de 50% para 61%.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2009 apenas 12 de 24 GCMs trabalhavam armadas no estado. No ano passado, a proporção passou para 19 de um total de 31 guardas municipais. O porcentual supera a média nacional. Hoje, 562 de 993 GCMs – o equivalente a 57% – usam armas.

Para o Professor e blogueiro Prezotto, os números evidenciam uma “aprimoramento” das corporações. “As guardas,são instituições centenárias , nasceram para auxiliar o cidadão, e vêm assumindo funções das mais diversas , colaborando com todos os órgãos de segurança. Já não é estranho observá-las atuando em inúmeras ocorrências policiais e sociais,analisa.

O Professor pondera que o uso de armas deve ser o primeiro caminho ao formar uma Guarda e pode ser usado na solução de conflitos da comunidade e na defesa da vida do agente. É preciso, avaliar, que a Guarda seja preparada para atuar mais na prevenção mas podendo de ir em poucos segundos a repressão. Temos nossa identidade e só reproduzimos pontos positivos da PM e de outras corporações . Quem rechaça a polícia são delinquentes, o cidadão de bem aprecia todas corporações não se importando com a cor da farda e sim com um atendimento de qualidade.

Definição

Para Wanderson Siqueira especialista em Gestão de Segurança pública (FATEJ), diz que a discussão sobre o papel das GCMs é estranho aos Guardas , pois temos uma identidade muito clara , em algumas cidades a Guarda já atua à mais de cem anos muitos prefeitos desconhecem  a real atribuição da Guarda , acabam querendo descaracterizar as corporações com seus achismos .Uma discussão fora do contexto da atualidade , onde 60 mil pessoas morrem ao ano , é se os agentes devem ou não andar armados. O modelo armada é essencial para não se esbarrar em problemas que hoje envolvem alguns agentes que acabam perdendo a vinda sem a minima forma de defesa. “O que nós vemos é que muitas Guardas novas foram geradas e organizadas por pessoas alheias a corporação. Com isso, criam problemas em vez de soluções, avalia.

Prisões feitas pela GM crescem 49% na capital do Paraná

Em Curitiba, o número de prisões e apreensões feitas por policiais da Guarda Municipal cresceu 49% neste ano. De 993 casos registrados até outubro de 2012, os flagrantes saltaram para 1.488 em 2013 até o início deste mês. Ao todo, até o momento, foram registradas 18.165 ocorrências em 2013, contra 19.759 em todo o ano passado.

O inspetor Cláudio Frederico de Carvalho, que coordena a GM na capital, avalia que os números são resultado de uma maior participação da comunidade na comunicação de ocorrências e da retomada pela guarda de espaços públicos. “Estamos indo a locais até então habitados por pessoas de má índole, com rondas simultâneas em 27 praças e bosques”, diz. O tempo de ação, nestes casos, seria de um a três minutos para as chamadas.

Carvalho argumenta que, embora equipada com armas de fogo desde 1988, a GM de Curitiba age preventivamente e desenvolve um policiamento comunitário, também na condição de um órgão de segurança pública. “Não é uma força que veio para tirar o espaço de outra. Hoje, trabalhamos 100% integrados com as Polícias Civil e Militar na construção de um serviço para a população”, diz.

INFOGRÁFICO: Das 31 guardas municipais criadas, 19 têm armas a seu dispor. Veja mapa:







0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.