17 setembro 2013

Comando - Inspetor Gilson Menezes assume o Comando Geral da GCM/SP

17/09/13 - Por João Alexandre: Me permito fazer uma reflexão mais detalhada sobre esse fato, até porque como aluno na 1ª fase da Escola de Comando ministrada aos inspetores integrantes do quadro da referida corporação, tive a oportunidade de ser professor do referido comandante, o qual tem uma visão muito bem elaborada a cerca do cenário. Muito



debatemos nos diversos ciclos desse ensino, sobre FATOS e POSSIBILIDADES no âmbito da nossa amada GCM/SP. É óbvio que mais uma vez, o ciclo se repete, e seus desdobramentos junto ao Conselho Nacional das Guardas é questão de tempo... muito pouco tempo. Mas quero focar aqui que a GCM/SP está sucateada, carreira travada, altos índices de comprometimento da qualidade humana (restrições, readaptações e envelhecimento cronológico de seus integrantes).

VEJA AINDA:


Há um desafio muito grande a ser vencido no âmbito da oxigenação dessa corporação. Há na GCM/SP muitos valores humanos de alta preciosidade mas que sucessivamente são desprezados e até 'discriminados' em face de não pertencerem ao 'círculo íntimo' do grupo de poder dominante .... (novidade?). Analisando o cenário de forma primária, esse "novo" ciclo além da obrigação de fazer a diferença, vai inclusive, ajudar a revelar se a teoria da "crônica incapacidade gerencial do Sindguardas - SP é de fato uma verdade.

Sabe por que? Pois todas as vezes que um comando assume, o presidente da instituição diz que o problema da GCM/SP é o Comando que fecha as portas do diálogo e não permite melhorias para os GCMs ... vamos ver agora? O novo comandante é amigo pessoal e do mesmo partido (PT) do Sr Augusto, presidente do Sindguardas - SP, assim sendo, as desculpas para melhorar as condições dos GCMs terminaram... vamos acompanhar esse "novo" (!) ciclo de comando ou a confirmação da "Teoria da Crônica Incapacidade" não era só teoria ... (?)"


Professor João Alexandre - Centro de Estudos em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH 

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.