07 junho 2013

Breve História do Centro de Formação em Segurança Urbana - CFSU

“Nas dificuldades do passado antes da tua fundação acolheste os primeiros homens pioneiros prontos para missão”. (Trecho da Canção do Centro de Formação em Segurança Urbana).

07/06/13 - Encaminhado por Guty: O Centro de Formação da Guarda Civil Metropolitana foi criado em 21 de março de 1986 pelo Decreto nº. 22.047, como Departamento de Ensino. A primeira turma, composta por 150 guardas, se reunia no 





prédio onde funciona hoje o Setor de RH da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. O primeiro curso de aperfeiçoamento operacional durou trinta dias. A evolução funcional: GCM (Guarda Civil Metropolitano), CE (Classe Especial), CD (Classe Distinta), Segundo Inspetor e Primeiro Inspetor. Os demais eram cargos de confiança: Inspetores Chefe Regional, Chefe de Agrupamento e Chefe Superintendente.


Em 1987, o antigo Departamento de Ensino se instalou no Belenzinho, onde está até hoje. Em 26 de julho de 2002 por meio da Lei nº. 13.396 passou a ser designado como Centro de Formação em Segurança Urbana, vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Urbana.

Em 1994, outros servidores de outras instituições passaram a se capacitar na unidade de ensino, dentre elas a Polícia Rodoviária Federal. Nos anos seguintes diversas guardas municipais do país também se capacitaram no CFSU, tendo-o como referência nacional na formação profissional de guardas municipais. Tal nível de excelência no ensino e formação foi utilizado como base para a implementação da matriz curricular nacional para as Guardas Municipais.

Primeiro Centro de Formação em Segurança Urbana
do país é certificado ISO 9001-2008

Trata-se da primeira instituição do segmento a ter o certificado de reconhecimento internacional, estabelecendo assim uma referência em qualificação na formação de servidores ligados à Segurança Urbana, obtido em novembro de 2012. O Centro de Formação em Segurança Urbana tem seu Sistema de Gestão da Qualidade certificado pela Fundação Vanzolini, em conformidade com a norma NBR ISO 9001:2008. A certificação atesta que a unidade de ensino implementou e mantém um Sistema de Qualidade, que busca a melhoria contínua nos processos organizacionais, além de demonstrar a sua capacidade de fornecer produtos e serviços que atendam aos requisitos de seus clientes. Em sua política da qualidade a Casa de Ensino da SMSU declara o compromisso com a qualidade, ética, confidencialidade e melhoria contínua de suas atividades.

Vantagens da certificação

Além de alinhar as práticas e processos internos com o que há de mais atual no segmento, o CFSU conta agora com um sistema de gestão, focado na satisfação dos servidores, na qualificação de seus instrutores e na melhoria continua de seus processos, melhorando a eficiência, enquanto capacita com mais qualidade. A certificação, aliada à correta infra-estrutura, experiência e dedicação ímpar de seu corpo docente tem tornado a experiência de seus alunos em algo que realmente agrega valor e contribui de maneira decisiva na formação adequada.

Principais propósitos do Centro de Formação em Segurança Urbana

♦Eficiência no ensino
♦Participação dos alunos (clientes)
♦Desenvolvimento de novas fórmulas de ensino
♦Proximidade com a comunidade
♦Integração com outras áreas da Prefeitura

Capacitação continuada

No ano de 2010 o Centro de Formação em Segurança Urbana criou o primeiro curso de aperfeiçoamento para comandantes, Decreto nº 51.041, de 19 de novembro de 2009. Cursaram 197 oficiais da Guarda

Civil Metropolitana e 07 convidados de outros municípios como Curitiba, São Luis do Maranhão, Mogi Guaçu, Osasco, Barra Mansa e Guarulhos. Passaram pela unidade 6.825 alunos e foram registradas 13.597 horas/ aula em vários cursos, tais como Estágio de Qualificação Profissional (EQP), de capacitação de Classe Distinta, uso de pistolas, de capacitação para GCMs que atuam em bases comunitárias, de informática, de credenciamento de motoristas e habilitação de motociclistas. O CFSU investe na qualificação de seu corpo docente tendo a contribuição de Inspetores, Classes Distintas e Guardas com formação e experiência na área, sendo 80% com ensino superior, além, de professores, colaboradores e palestrantes de outros segmentos.

Propósitos do CFSU

♦Formação
♦Aperfeiçoamento
♦Especialização
♦Reeducação

“ Preservar valores cívicos também faz parte de nosso ensino, tendo como os principais valores: legalidade, impessoalidade, moralidade, ética, transparência, eficiência e excelência”, disse o Inspetor Altair Daniel Dias, Chefe do Núcleo de Avaliação e Aprendizagem do CFSU.

Centro de Formação festejou o seu 27º aniversário
e Homenageou a servidores que se destacaram

O Centro de Formação da Guarda Civil Metropolitana comemorou seu 27º aniversário, em 21/03/2013 em solenidade que ocorreu na unidade no bairro do Belenzinho (SP)

“No dia 17 de março completei 27 anos na GCM, portanto, vi nascer o Centro de Formação; antes mesmo de termos uma sede. Chegamos a receber instruções debaixo de árvores e nos banheiros.

O guarda de hoje deve ter orgulho de todos aqueles que o antecederam, pois, foi do sofrimento do passado que festejamos as conquistas do presente”, declarou o Comandante Geral da GCM, Eduardo de Siqueira, nitidamente emocionado.

Em seu primeiro discurso como Coordenador Geral do CSFU, unidade que assumiu no dia 04 de março, Luiz Geraldo de Souza Junqueira, falou de seus planos: “Minha prioridade será investir na capacitação, em sintonia com a atual política de gestão voltada para a guarda comunitária, sempre priorizando educação de qualidade, para assim formar excelentes profissionais”.

Dentre os Guardas Civis Metropolitanos que participaram do Estágio de Qualificação Profissional das turmas II, III e IV foram homenageados os melhores classificados: Ivan do Carmo Ferreira, Lucinéia Murakami de Siqueira, Fabian Vitor Maciel de Oliveira, Reginaldo Almeida Barreto, Lucia da Silva, Andréa Gomes Ribeiro Fernandes, Dyane de Oliveira Silva, Humberto Paez de Moura, Carlos Emanuel Pedro de Brito e Emerson Marcelo do Nascimento. A servidora aposentada Classe Distinta Maria da Conceição do Monte Silva, em agradecimento aos serviços prestados ao CFSU e à GCM, e o GCM Rinaldo Luiz de Lima, em reconhecimento às suas elogiosas participações nas provas de atletismo, representando o CFSU e a GCM, receberam homenagens especiais.

Na solenidade foram homenageados, o Inspetor Regional Dalmo Luiz Coelho Álamo (1º colocado no curso Escola de Comando na turma dos inspetores regionais): “Esta homenagem é o reconhecimento da minha dedicação à Escola de Comando. O meu trabalho de conclusão de curso foi a ideia inicial da implementação das Casas de Mediação de Conflitos”, disse Álamo. A Inspetora Patrícia Lawrence Alencar da Silva Pinto, o Inspetor Marcos Bazzana Delgado e a Inspetora Thays Helena Cardoso de Lima (respectivamente, 1º, 2º e 3º colocados no curso Escola de Comando na turma de inspetores).

“Ficar em primeiro foi muito gratificante para mim. Sempre me esforço ao máximo em todos os cursos que realizo, pois, entendo que todo conhecimento que adquirimos deve ser muito bem aproveitado”. Inspetora Patrícia Lawrence.

“Ficar entre os primeiros colocados para mim é uma honra, isso aconteceu como reconhecimento do nosso esforço”. Inspetor Bazzana.

“Os ensinamentos que obtivemos foram muito bons e acho que poderiam ser mais aprofundados”. Inspetora Thays.

CFSU e a Rede Nacional de Ensino a Distância

O Telecentro de São Paulo é o único da rede da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) que opera com recursos próprios, ou seja, por meio do Centro de Formação em Segurança Urbana. São 23 tutores coordenados pelo Inspetor Altair Daniel Dias.

O Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI) investe na capacitação de servidores públicos que são operadores da Segurança Pública no território nacional. E a principal ferramenta utilizada nessa capacitação continuada é a modalidade de Ensino a Distância (EAD) por meio dos 150 telecentros do país (estrutura de apoio e tutoria aos alunos da rede) e do ambiente virtual de aprendizagem (plataforma digital de acesso aos materiais de estudos e onde é feito o acompanhamento e avaliação do aluno).

O Telecentro Municipal de São Paulo iniciou suas atividades em maio de 2010 (no ciclo 22) e hoje possui 5.853 alunos cadastrados. A rede EAD SENASP já realizou cerca 38.139 cursos para servidores da Segurança Pública, e o ensino continuado é uma maneira prática, rápida e moderna que facilita o aprendizado satisfatório aos agentes que dispõem de horários diferenciados para se dedicarem aos estudos. O PRONASCI está presente em todo território nacional e também é utilizado em países do Mercosul e de Língua Portuguesa na África.

A Guarda Civil Metropolitana participa deste programa em virtude do Convênio de Cooperação Federativa (Medida Provisória n° 384/07, Lei nº. 8.666/93, Decreto nº. 93.872/86 e Portaria/GM/MJ n° 1.411/07), aderido pelo município de São Paulo. No entendimento da SENASP o fortalecimento das Guardas Municipais é fundamental para o sucesso do programa, pois elas estão presentes no cotidiano da comunidade, possuem a missão de difundir o conceito de segurança cidadã para a população com base em práticas preventivas e comunitárias.

O PRONASCI prevê a ampliação e consolidação da Rede Nacional de Educação a Distância. A iniciativa capacitará os guardas municipais, policiais civis, militares e federais, peritos, bombeiros e agentes penitenciários em temas relacionados à área de Segurança Pública, como Direitos Humanos e Cidadania, Tráfico de Pessoas, Criminalidade e Prevenção, Uso Moderado da Força e Combate à Lavagem de Dinheiro . Serão promovidas ações de educação continuada e qualificada como cursos, seminários e oficinas de capacitação. Está previsto o desenvolvimento de novas metodologias e técnicas que visem à otimização de suas atividades.

No entendimento da SENASP o fortalecimento das Guardas Municipais é fundamental para o sucesso do programa, pois elas estão presentes no cotidiano da comunidade, possuem a missão de difundir o conceito de segurança cidadã para a população com base em práticas preventivas e comunitárias.

O que muda neste ciclo?

No ciclo atual (28) a Rede EAD SENASP estabeleceu novos critérios e requisitos para a tutoria dos cursos. Aqueles com assuntos mais específicos são direcionados aos tutores de instituições afins que possuem atribuição constitucional na área (exemplo: área de papiloscopia às polícias civil ou científica) e aqueles com assuntos gerais e comuns são direcionados aos tutores de todas as instituições. O mesmo critério é utilizado nas distribuições das vagas nos cursos aos alunos (exemplo: um guarda municipal não é matriculado para fazer curso na área de papiloscopia).

O Telecentro de São Paulo tem como tutor máster o Inspetor Altair, e o Classe Distinta Cambi e a GCMf Erika dão o suporte necessário a ele e aos 23 tutores do CFSU. Vale destacar que esses tutores foram considerados os melhores avaliados pela Rede EAD SENASP.

O tutor máster informa que nos últimos ciclos ocorreram muitas evasões de alunos, além da diminuição pela procura pelos cursos. “É necessário o resgate dos alunos para os cursos, para que as corporações se mantenham atualizadas com as normas e diretrizes do Ministério da Justiça. Além do mais, todos os certificados dos cursos podem ser utilizados pelos servidores na apresentação de títulos para a evolução funcional na promoção por merecimento”, disse Altair.

Está em andamento no CFSU estudo para homologar os cursos da rede como parte do Estágio de Qualificação Profissional do servidor da Guarda Civil Metropolitana. Os 23 tutores do Telecentro São Paulo foram considerados os melhores avaliados pela Rede EAD SENASP.

Todos os cursos da Rede EAD SENASP são gratuitos e os seus certificados podem ser utilizados como títulos na evolução funcional de promoção por merecimento. Há 63 cursos disponíveis voltados à capacitação continuada do agente de Segurança Pública, dentre eles: Direitos Humanos, Inglês 1 e 2, Espanhol 1 e 2, Redação Oficial, Policiamento Comunitário,
Elaboração de Materiais para Educação a Distância, Gestão de Projetos, Planejamento Estratégico, Segurança Pública sem Homofobia, Saúde ou Doença: de qual lado você está?, Português Instrumental. As aulas do ciclo 28 começam dia 14/06/2013.

Núcleo de Comunicação Social da Guarda Civil Metropolitana (NCSGCM)

Coordenação : Inspetora Mércia Santos / Jornalismo : CD Gilson Batista (Mtb 35.338) e GCMf Ivonete Pereira (Mtb 12.659) / Comunicação Social : GCM Fabiano Ribeiro / Fotografia : GCM Marcelo Ulisses— Contatos : Rua General Couto de Magalhães, 444 – 6º andar - Nova Luz – São Paulo – SP - CEP 01212-030 - Fones – 3396.5925 / 5865 / 5832 e 5924 - nucleosocialcmdogcm@prefeitura.sp.gov.br 3 GCM Express - Edição 34 - Ano 1 - São Paulo, 06/06/2013. 

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.