Guarda Municipal de Corumbá: "Nós é que temos que ser presos!"

Tudo aquilo que ninguém aguenta mais ouvir!

Prezados amigos, gostaria de compartilhar uma situação que ocorreu com a GM de Corumbá, e demonstrar minha completa indignação sobre o ocorrido.

Encaminhado por Honapio Carvalho Neto

Na madrugada de sábado para domingo, uma equipe da Guarda Municipal em ronda pela cidade foi acionada por populares sobre um cidadão que acabara de cometer um furto. A GM efetuou rondas pelo local e conseguiu localizar o "Cidadão de Bem", o produto do furto (bicicleta) e o proprietário. Todos foram encaminhados para a Delegacia para devidas providências.

VEJA TAMBÉM:  GCM militarizada está sem controle

Mas para nossa surpresa na data de ontem 23/01/13, a GM recebeu um comunicado da Promotoria de Justiça assinada por um promotor e uma Juíza dizendo que a prisão do indiciado foi relaxada (solto)  tendo em vista a GM ter cometido arbitrariedades ao efetuar a prisão (Faça saber, em Flagrante Delito) do indiciado (Abuso de Autoridade, Usurpação de Poder e Tortura).

Tendo a GM que justificar vários fatos porque, segundo o promotor de Justiça, a GM não tem poder para executar rondas, não pode efetuar diligências, que a Polícia Militar deveria ter sido acionada, definindo assim a prisão como uma "Malfadada Operação" e essa justificativa tem que ser apresentada no prazo de 24h, sob pena de decretação de prisão preventiva dos GMs que prenderam o cidadão em flagrante.

Realmente concordo com a Justiça e com o Promotor de Justiça: Nós é que temos que ser presos!


Reprodução da matéria:


Guarda Municipal percebe atitude suspeita e impede furto


Um guarda municipal flagrou a atitude suspeita de um homem e impediu que um furto se concretizasse na madrugada deste domingo, 20 de janeiro, por volta da 01 hora da manhã. De acordo com informações do boletim de ocorrência n° 512/2013, registrado na Delegacia de Polícia Civil, o guarda estava de serviço e percebeu quando um homem entrou em uma residência, na rua Major Gama, saindo do local poucos minutos depois de posse de uma bicicleta.

O guarda, então iniciou uma perseguição ao suspeito, conseguindo alcançá-lo cerca de 150 metros após o local onde o avistou inicialmente. O homem negou que havia cometido algum crime, mas quando retornaram à casa com o suspeito e a bicicleta, o morador reconheceu o veículo como sendo dele. A vítima afirmou que havia deixado a bicicleta no corredor da casa.
Como o autor se queixava de dores nos ombros, ele foi levado, primeiramente ao Pronto-Socorro onde foi medicado e depois encaminhado para o 1° Distrito de Polícia Civil de Corumbá.


Fonte: DiárioOnline





Compartilhe:

Um comentário:

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra