O Cão de Guarda Notícias entrevista Inez Basso: a guarda municipal que criou o concurso O Guarda e a Guarda Mais Bonitos do Brasil

Por Dennis Guerra

O Blog O Cão de Guarda Notícias entrevistou (por e-mail) a Guarda Municipal Inez Basso, da Cidade de Curitiba - PR, que anda fazendo um grande sucesso nas redes sociais com o Concurso O Guarda e A Guarda Mais Bonitos do Brasil.


Foto: arquivo pessoal

Blog O Cão de Guarda Notícias: Quem é Inez Basso?

Inez Basso - Inez Aparecida Basso, Guarda Municipal de Curitiba há 21 anos. Tenho dois filhos Alessandro (20 anos) e Artur (11 anos). Nascida em Videira (SC) de onde saí com 18 anos para morar em Curitiba.





BCGN - Como surgiu a ideia do concurso?


IB - Sempre ouço meus colegas reclamarem de condições de trabalho, salário, valorização, chefias, enfim, de tudo oque é possível reclamarem, porém não têm coragem de tomar uma atitude e correr atrás do prejuízo. No dia 10 de janeiro, numa conversa informal entre colegas de farda (de outras cidades), após ouvir mais algumas reclamações, tive a ideia de fazer este concurso. Eles acharam legal e falaram que apoiariam. Também fui inspirada por leituras tais como A Arte da Guerra, de Sun Tzu e O Poder do Elogio, cujo autor não me lembro agora.


BCGN - Qual foi o seu objetivo ao criar o concurso?


IB - Queria apenas agitar a galera, fazer alguma coisa que movimentasse a todos, que colocasse a categoria numa direção comum.


BCGNNa sua opinião, como está sendo o resultado?


IB – Os números são surpreendentes! Às 21:19 h do dia 10/01 eu postei o evento convidando cerca de mil amigos apenas do meu círculo do facebook. Hoje, temos mais de 37 mil convidados, com 2.230 participantes diretos e indiretos, mais os que talvez compareçam, que seriam cerca de 526 pessoas.*


BCGN - Quais os próximos passos?


IB - Aos poucos estou introduzindo alguns temas importantes para a grande Nação Azul Marinho, como por exemplo a PEC-534 e o PL-1332, que estão parados no Congresso Nacional há cerca de 10 anos e são muito importantes para a valorização da categoria.


BCGNComo está sendo a sua relação com os participantes?


IB - Paralelamente também acabei por me tornar uma espécie de conselheira. As pessoas me procuram para tudo: dúvidas, intrigas, postagens indevidas, irregularidades em geral, e nesses papos sempre acaba rolando algo mais pessoal, tipo: quando eu percebo que o (a) colega está muito irritado ou estressado eu direciono a conversa para outro assunto, tento fazê-los ver as vantagens do evento.


BCGN - Você pretende criar novos concursos?


IB - Sim, já tenho alguns em mente.


BCGN É perceptível que você tem uma relação muito forte com a sua profissão. Você poderia citar um momento de sua vida que isso se tornou ainda mais forte?


IB - Participei da Marcha Azul Marinho de Curitiba em setembro, depois do XXII Congresso Nacional em São Paulo em dezembro, e depois disso passei a interagir cada vez mais com meus colegas de farda.


BCGNAgora surgiu um novo movimento na rede social Facebook chamado Campanha Inez Basso no Jô Soares. Você acredita que isso poderia chamar ainda mais a atenção para o papel das guardas municipais e a sua importância para o Brasil?


IB – Com certeza. Primeiro, por ser um programa conceituado. Segundo, porque agora é a hora da Nação Azul Marinho juntar forças para a votação da PEC 534 e da PL 1332. E nada mais interessante do que atingir um nível tão alto de aceitação com um evento que começou apenas com um caráter lúdico e agora está extrapolando as fronteiras do Brasil, pois o concurso já foi curtido na Índia, na Suíça e na Armênia.


BCGN - Para finalizar: o que você diria aos visitantes do Blog O Cão de Guarda Notícias?


IB – Eu poderia iniciar dizendo que a união faz a força... mas isso seria bater na mesma tecla de todos os discursos. Prefiro dizer que a união em torno de um objetivo comum, que é a aprovação da PEC-534 e da PL-1332 é a única coisa que importa. E esta aprovação só será possível com a união da Nação Azul Marinho, pois aqui o que fala mais alto é o sangue azul... mas não aquele sangue da nobreza de antigamente: e sim aquele sangue que sai de nossos corpos feridos. E este sangue vai escorrer por cima da farda, porque temos orgulho de ter este sangue azul. Não perca tempo se você ainda não está participando do concurso, este é um momento lúdico, salutar e apolítico, que pode gerar uma união ainda maior para fortalecer. Semear para colher. E tenho dito!


*Dados registrados em 24/01/2013 às 13:29h.







A reprodução é permitida desde que feita na sua íntegra e citada a fonte original


Gostou desta postagem? Compartilhe com os seus amigos em suas redes sociais
e ajude-nos a divulgar o nosso trabalho!



Compartilhe:

3 comentários:

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra