Prefeitura entrega 40 motos para a GCM e inaugura mais 8 Casas de Mediação de Conflitos

O prefeito de São Paulo entregou mais oito novas Casas de Mediação de Conflitos (Bom Retiro, Perus, Casa Verde, Vila Maria/Vila Guilherme, Lapa, Capela do Socorro, Cidade Ademar e Consolação/Pacaembu) e mais 40 motos para uso operacional da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Na tarde desta terça-feira (4), o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab entregou mais 40 motos, de um total de 80 que foram adquiridas pela Secretaria Municipal de Segurança Urbana para a Guarda Civil Metropolitana, as quais são de 300 cilindradas, dotadas catalisador e de injeção eletrônica, o que torna os veículos mais econômicos, mais potentes e menos (...)


poluentes. As motocicletas serão empregadas para apoiar as ações de proteção da GCM, com vantagens principalmente nos horários de pico no trânsito, já que esses veículos proporcionam eficácias nas demandas da GCM.




“Este momento é um entre muitos outros que estamos vivendo desde o início da nossa gestão aqui dentro da Secretaria de Segurança Urbana em conjunto com a nossa Guarda Civil Metropolitana, pois estamos com melhores equipamentos, melhores condições de trabalho, aprimoramos a infraestrutura e valorizamos os profissionais. Quem ganha é a cidade de São Paulo que tem o melhor serviço prestado”, afirmou o prefeito.


Além disso, mais oito novas Casas de Mediação de Conflitos (Bom Retiro, Perus, Casa Verde, Vila Maria/Vila Guilherme, Lapa, Capela do Socorro, Cidade Ademar e Consolação/Pacaembu), totalizando 26 postos em funcionamento, em cerimônia na sede da Inspetoria Regional do Bom Retiro da Guarda Civil Metropolitana, na região Central da capital Paulista.


Já foram realizadas perto de 200 mediações de conflito pela Guarda Civil Metropolitana. Além disso, na última semana um grupo de Mediadores de Conflitos participou da entrega de notificações preventivas aos administradores, lojistas e responsáveis de mais 7.448 lojas de 33 Shoppings e Galerias da cidade de São Paulo. A medida do Comitê de Combate à Pirataria, Contrabando e Sonegação Fiscal do Gabinete de Segurança visa prevenir, alertar e recomendar o empenho dos comerciantes para identificar e imediatamente sanar os procedimentos dos lojistas que eventualmente estejam comercializando produtos ilegais, fruto de pirataria, contrabando e sonegação fiscal, através da auto fiscalização dos estabelecimentos. O objetivo é evitar prejuízos aos comerciantes que trabalham dentro da lei, sobretudo nesse período natalino, em função das possíveis fiscalizações e interdições dos Shoppings.


No evento, o Secretário Municipal de Segurança Urbana, Edsom Ortega, destacou a importância das 40 motos para maior agilidade no atendimento às principais demandas que a GCM recebe, sobretudo por meio da Central 153, e ressaltou a importância dos trabalhos que já estão sendo realizados nas Casas de Mediação de Conflitos. “É um trabalho extraordinário, com repercussão muito positiva, no propósito de evitar conflitos que podem chegar às delegacias ou aos hospitais. Um exemplo que pode ser seguido por todos e fortalecidos cada vez mais”.


Nos últimos dias foi realizada licitação de 254 novas viaturas que vão substituir as antigas e renovar a frota das viaturas locadas. A nova administração deve receber os veículos em meados de janeiro.


A frota da Secretaria Municipal de Segurança Urbana possui 611 veículos de 4 e 2 rodas. Empregadas na GCM são 555, sendo 484 viaturas operacionais. Destas, 233 foram locadas com manutenção garantida, o que acabou com situação histórica que fazia com que mais de 50% das viaturas estivessem sempre indisponíveis.


Além disso, foram adquiridas 37 Bases Móveis Comunitárias para GCM, equipadas com GPS e 2 ônibus urbanos e 3 microônibus para apoio logístico da GCM.


Ainda 44 pickups 4x4 para a Guarda Ambiental e para operações especiais e apreensões, além de quatro embarcações para a Guarda Ambiental fiscalizar a represa Guarapiranga, Billings e Várzea do Tietê. Temos 122 bicicletas convencionais, bicicletas elétricas e 87 motocicletas (além das 40 entregues hoje).





Casas de Mediação


Por meio da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, por meio da Guarda Civil Metropolitana; Secretaria Especial de Direitos Humanos; Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente – UMAPAZ, e Secretaria Municipal de Educação, o serviço, gratuito e disponível 24h para as comunidades em Unidades da GCM, tem como objetivo mediar relações interpessoais conflituosas, tentando estabelecer uma cultura de paz, auxiliando as pessoas a resolverem seus problemas sem o emprego da força ou da violência. Poderão ser encaminhados às Casas de Mediação problemas tais como: Perturbação de sossego, brigas de vizinhos, queixas de barulhos, intolerâncias, entre outros tipos de conflitos. Fatos considerados como crimes, não comportam mediação. A mediação de conflitos tem objetivo de diminuir o número de encaminhamentos às Delegacias, Prontos-Socorros, Tribunais e a outros serviços públicos, contribuindo para que esses órgãos se concentrem em problemas mais prioritários.


No evento, o Secretário Municipal de Segurança Urbana, Edsom Ortega, destacou a importância das 40 motos para continuar suprindo as demandas da cidade e ressaltou a importância dos trabalhos que já estão sendo realizados nas Casas de Mediação de Conflitos. ´É um trabalho extraordinário, com repercussão muito positiva, um exemplo que deve ser seguido por todos e fortalecidos cada vez mais.


A Prefeitura já capacitou 213 mediadores formados e credenciados para atender à população. O curso tem carga horária de 100 horas, das quais 20 horas são direcionadas a assuntos relacionados aos Direitos Humanos. Além do curso preparatório, o guarda civil inicia a sua preparação como mediador já contando com uma carga de 640 horas de formação como GCM e uma média de experiência de 10 anos de profissão. Desde a formação da primeira turma de mediadores, em março deste ano, foram realizadas 174 mediações com um total de 378 pessoas. As salas onde ocorrem as audiências são adaptadas para que as pessoas se sintam confortáveis e tenham a privacidade assegurada. Os padrões de atendimento e procedimento são unificados em todas as Casas de Mediação. As audiências dispensam a presença de advogado.


Na avaliação da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, a Mediação de Conflitos permite contribuir de maneira positiva na redução dos indicadores de criminalidade, especialmente homicídios, tentativa de homicídios, agressões, lesões corporais dolosas e ameaças, estas decorrentes em sua grande maioria do tratamento inadequado de pequenas questões de disputa de direitos ou de intolerância presentes no dia a dia das comunidades. Assim, ao mediar, a municipalidade também contribui para o estabelecimento de uma cultura de paz e de tolerância na cidade de São Paulo.


Os serviços de mediação estão à disposição da comunidade 24 horas. O cidadão poderá obter informações diretamente nas Inspetorias Regionais da GCM, no portal da PMSP, ou por meio do telefone 153. O serviço é totalmente gratuito, não havendo necessidade de advogado, e o sigilo e a privacidade, bem como o voluntariado são garantias oferecidas.


Comitê Intersecretarial da Rede de Mediação de Conflitos


O serviço conta com um comitê formado por representantes das Secretarias Municipais de Segurança Urbana (SMSU), Educação (SME), do Verde e do Meio Ambiente (SMVA), e a Especial de Direitos Humanos (SMDH), que entre outras atribuições, são responsáveis pela tomada de decisões como a aprovação de conteúdo do curso de formação. As deliberações do comitê partem da proposta de fazer das unidades centros de cidadania, na medida em que as Inspetorias Regionais da GCM passam de bases operacionais para locais de referência nas comunidades onde as pessoas possam resolver os seus conflitos. A população pode obter informações do funcionamento das Casas por meio do telefone 153 da GCM e através do portal http://www.capital.sp.gov.br/.

Frota da SMSU
Crédito das fotos - Fernando Pereira/Secom




Compartilhe:

3 comentários:

  1. Vamos ver a médio e a longo prazo se esta modalidade que não podemos chamar de policiamento será benéfica para a guarda municipal.
    Poderia em primeiro lugar abrir concurso para efetivação de mais guardas e, depois criar outras atribuições para gcm.
    junta-se o util com o agradavel: o gcm que prefere não ser policia com uma atribuição que não tem nada ver com policia!
    Porque não se abre concurso especifico para esta modalidade contratando por exemplo cidadão comum que estão cursando faculdade, seria inclusive uma forma de o municipio criar muitas possibilidades de estágios supervisionados!
    Vamos acordar para que a gcm não durma de forma que não acorde mais!!!

    ResponderExcluir
  2. As novas motocicletas de 300 cc são bem vindas para nós da IOPE em particular. Devido a inerencia do serviço que prestamos, é de suma importancia termos uma ferramenta de trabalho que seja capaz de acompanhar o ritmo frenético de nossos policiais!

    ResponderExcluir
  3. Eu não concordo com o comentário do senhor "nelson triunfo"!
    No meu ponto de vista é uma maneira diferente de produzir segurança pubica!
    Mas já que estariamos colaborando para "desafogar o judiciário-que é estadual-poderia-mos pleitear uma remuneração como se foce uma atividade delegada.
    Gostaria de saber a opnião dos colegas que já atuam como mediadores e tambem dos demais!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra