Bolsonaro faz moção de apoio a presidente da Indonésia por execução de traficante brasileiro

O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, um dos pioneiros do vôo livre no Rio de Janeiro, foi preso depois de tentar entrar na Indonésia com quase 14 quilos de cocaína peruana e a sentença para este tipo de crime naquele país é a morte. A droga estava escondida na armação de uma asa delta. Marco chegou a fugir do aeroporto, mas foi capturado duas (...)
 
semanas depois. Marco vivia há cerca de 10 anos na Indonésia. Em 1999, numa entrevista gravada por um amigo, Marco elogiou o balneário indonésio de Bali, logo, conhecia muito bem as leis e sabia dos riscos que corria quando resolveu cometer o crime de tráfico internacional de drogas. O fato ganhou projeção na mídia internacional e a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados do Brasil, atendendo pedido do parlamentar Petista, Nilson Mourão do Acre, visitou o Embaixador da Indonésia, Pieter Taruyu Vau, para pedir clemência ao traficante encaminhando também a solicitação do então presidente Lula a favor do brasileiro. Hoje, a Presidente Dilma Housseff, proporciona mais um espetáculo da ridícula política internacional brasileira, realizando tentativa de protelar e impedir a aplicabilidade da lei daquele país. Deputado Federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) propôs moção de louvor ao presidente indonésio pela condenação de Moreira.
 



Fonte: Blog Amigos da Guarda Civil
 
Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra